Browsing Category

Blog

Blog

Como meu ano começou!

Olá, gente! Semana passada falei sobre meus carnavais. E como o ano só começa mesmo depois disso, hoje quero contar pra vc sobre como foi minha virada de ano e o meu natal. Uma breve retrospectiva! Rsrs! Vamo comigo?

 

HO HO HO

 

Nesse ano que passou, minha comemoração de Natal foi maravilhosa. De uma maneira que eu nunca vou esquecer. Foi perfeito. Alugamos uma casa excelente e muito grande em Caldas Novas, como toda boa comemoração da minha família.

 

No dia 24, chegamos na cidade por volta de uma hora da tarde. Fomos direto para a casa, almoçamos e pude deixar de tirar uma soneca a tarde para aguentar a longa noite que estaria por vir. E ao acordar fui curtir um pouco do sol na piscina até umas 19h, quando fui começar a me arrumar para o jantar.

 

Meu look foi um vestido creme que minha mãe me deu de presente e uma sandália gladiadora preta com detalhes dourados. Minha sobrinha fez uma trança no meu cabelo e também fez maquiagem em mim.
Eu no melhor natal da minha vida.

Eu no melhor natal da minha vida.

 

Já estávamos prontos quando o restante da família começou a chegar aos poucos. Foi mágico. Veio todo mundo! Foi uma noite muito alegre. Tiramos várias fotos e à meia noite em ponto nos reunimos para lembrar o motivo real do Natal, nos abraçamos e ceiamos! Estava tudo uma delícia. Inclusive as sobremesas.
Tempo precioso com a família.

Tempo precioso com a família.

 

Quando todos foram embora, fui dormir. Já era umas 2 da manha. Na manhã do dia 25 acordei às 8. Afinal o feriado só tava começando. Tinha que aproveitar. Tomei um cafe, fomos ao mercado comprar umas coisinhas que estavam faltando e, ao voltar, fui direto para a piscina. Fiquei lá até o almoço sair. Que paz!

 

Estava um pouco cansada da festa da noite passada e fui repousar um pouco. Pouco tempo depois, quando todos tinham chegado de novo, finalmente fizemos o nosso “amigo da onça”. É sempre uma diversão. Dessa vez, levei um porta retrato e no final fiquei com um colar. Foi muito legal, rimos muito com as trocas de presentes. Pouco mais tarde ficamos esperando uma maravilhosa galinhada que minha irmã fez para o jantar e como neste dia eu estava muito cansada, fui dormir bem cedo.
Amigo da onça!

Amigo da onça!

 

No dia seguinte, reunimos toda a família e fizemos mais festa. Dessa vez um churrasco, e passamos o dia à beirada piscina, conversando e tendo um tempo muito bom de convivência. Às vezes na correria do ano a gente se priva desses momentos, e só nessas datas a gente valoriza a companhia da família, né. Foi um tempo muito gostoso, quando terminamos já era umas 11 da noite. Fechamos esse dia com chave de ouro comendo uma pizza.

 

No dia seguinte só tomamos um café da manhã bem reforçado e arrumamos nossas malas já de olho na próxima festa: O ano novo!

 

BEM-VINDO 2016

 

Poucos dias depois do que eu considero que foi o melhor Natal da minha vida, já estava aí a chegada do Ano Novo. Já contei aqui como costumam ser os meus reveillóns… E dessa vez foi assim:

 

Já no último dia do ano, saí para comprar uma blusa branca com minha mãe. Foi uma correria. Almoçamos correndo aqui num restaurante perto de casa e fui para o salão arrumar o cabelo. Afinal, temos que entrar no novo ano arrasando para arrasarmos o ano inteiro! Rsrs. Quando fiquei pronta, já eram quase 8 da noite.
Ano novo!

Ano novo!

 

Como Já disse, não sou supersticiosa com relação às cores. Meu look pra receber 2016 foi um vestido preto e branco, uma sandália baixa, um brinco preto com prata, e uma maquiagem básica feita por mim mesma. Meu cabelo estava com um penteado de lado com cachinhos presos com grampos de luz.

 

Neste ano eu não viajei. Fui passar a virada do ano na casa da cunhada da minha irmã. E como é de costume, foi aquela churrascada e aquelas sobremesas deliciosas. Muita gente da família viajou, por isso compareceram poucas pessoas. Só alguns da família e um casal de amigos nossos. Mas foi especial do mesmo jeito.
Eu e minha querida irmã.

Eu e minha querida irmã.

 

Fizemos outro amigo da onça, e dessa vez levei um relógio de parede e no final fiquei com um par de brincos e uma gargantilha. Sorte grande! Nem tanto, porque no bingo que a gente sempre faz eu não ganhei nada. Faltaram só 4 números para eu ganhar uma sanduicheira. Foi por pouco. Mas foi bem divertido de qualquer forma!

 

Este ano também fizemos uma brincadeira chamada “campo minado”. Fizemos com as crianças e com os adultos. Eu não quis participar dessa brincadeira porque não tenho muita coordenação motora para ter um bom equilíbrio. Mas foi muito divertido de assisti. Além disso, o prêmio para as mulheres foram 6 garrafas de champanhe e para os homes uma caixa de cerveja. Como eu não bebo bebida alcoólica, resolvi me divertir só assistindo mesmo.

 

Ficamos até as 3 da manhã festando e acordei no primeiro dia do ano às 10 horas da manhã. Peguei minha agenda do ano passado li minhas metas e quase todas foram alcançadas. Graças a Deus.

 

Pra este ano quero que Deus me oriente pra que eu consiga cumprir minhas promessas também. Que não falte nem pra mim nem pra vocês saúde e sabedoria pra correr atrás dos sonhos que a gente tem cultivado no coração! Enfim.. Agora, depois do carnaval, quando tudo começa de verdade, desejo a vocês um restante de ano excelente! Até o próximo post.
Blog

Meus Carnavais

Oi gente! 🙂 Como foram de folia? Como todo mundo já sabe, o ano no Brasil só começa do carnaval. Pode passar natal e ano novo, mas realmente o brasileiro só começa a trabalhar pra valer depois da maior festa que a gente tem que é o Carnaval.

 

Essa festa cheia de cores e brilho é muito glamurosa, rica em detalhes, diversão e cultura para que todo mundo possa curtir. Existem várias maneiras de aproveitar esses dias de festa. Alguns preferem viajar para cidades do interior, outros preferem passar em casa mesmo, e também existem pessoas que gostam de ver os lindos desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro e São Paulo bem de perto. Tenho esse sonho.. Quem sabe um dia ele não se realiza.

 

Outros carnavais

 

Quando eu era adolescente, eu ia pra Caldas Novas, para o chalé da minha tia. Sempre cheio de meninas. Mas quando não era com ela que passávamos, era na casa da minha cunhada, onde a turma ficava toda espalhada pela casa. Colchões ficavam esparramados até na garagem. A diferença de uma casa para outra não era muita. Em ambas nos divertíamos e aproveitávamos o feriado ao máximo até a quarta-feira de cinzas.

 

No chalé ficávamos o dia inteiro preparando para o carnaval de rua. A gente ia à tarde com o meu primo, depois a gente voltava, descansava, lanchava e logo nós voltávamos para a praça da cidade. Como quem levava a gente era a minha cunhada, isso acontecia todas as noites. E durante o dia, o pessoal da casa ligava o som e a gente aproveitava do mesmo jeito.

 

Lá em casa, a gente não tem o costume de usar fantasia. Só usei uma vez pra ir à matinê do Jóquei Clube de Goiânia com minha prima e umas amigas dela do bloco. Mas agora não aguento o pique da folia de Caldas mais. Primeiro nunca será como antes, já que o chalé foi vendido, e os meus sobrinhos já estão casados, tem seus filhos e outros interesses.

 

Como eu aproveito agora

 

Agora, sempre que posso, eu gosto de viajar para cidades bem pequenas do interior, ou quem sabe ir para a fazenda. Procuro lugares menos badalados onde posso descansar a cabeça ao invés de passar em cidades grandes ou muito movimentadas.

 

Então é isso pessoal! Contem aí nos comentários como vcs gostam de aproveitar o carnaval de vocês! Até o próximo post!
Blog

Meus Estudos: O vestibular

O assunto desse vídeo é sobre as limitações de quando comecei a estudar e um pouco de como foi a vida no colégio. Pra não ficar muito grande, dividi esse vídeo em 3 partes. Essa é a primeira! Acompanhe!

 

Não assistiu a primeira parte? Assista aqui.

 

Até o próximo post! 😀 Não perca os próximos vídeos! 😀
Curta minha fanpage e se inscreva no meu canal!

 

IMAGENS:
Sérgio Yasushi

 

EDIÇÃO:
Bruno Braga
Blog

Como nascem os posts?

Oi gente! Como foi o início do Ano de vocês? Espero que tenha sido tão legal quanto o meu. Para o primeiro post de 2016, decidi falar sobre o próprio blog. Sobre como surgem minhas ideias, meus posts, como tudo funciona aqui! Vem comigo? 🙂

 

O planejamento dos meus posts às vezes são fáceis, às vezes difíceis. Tudo depende do assunto. Quando a gente tem vontade de contar sobre a nossa vida, é mais fácil deixar-se levar pelos sentimentos, lembrando fatos, histórias. O assunto flui mais naturalmente. Agora quando é um assunto que eu não domino tanto, é preciso pesquisar um pouco mais antes de começar a escrever.
Eu e meus companheiros de criação: Meu caderno e meu computador!

Eu e meus companheiros de criação: Meu caderno e meu computador!

 

Normalmente, procuro começar meus esboços sozinha. Sem a ajuda de ninguém. Fico quieta, sozinha no meu quarto, pego meu caderno e vou pensando no que pode ser interessante para vocês. Vou escrevendo alguns títulos aleatoriamente, conforme estou inspirada. Tendo um assunto definido, eu começo a escrever o post no caderno mesmo. E conforme a necessidade, vou pesquisando sobre o assunto, revejo minhas fotos antigas.. E desenvolvo o assunto de acordo com o que lembro e com o que pesquiso.

 

Tenho algumas pessoas muito especiais que me ajudam na etapa seguinte: Decidir o que realmente vai do caderno pro blog. A opinião dessas pessoas são muito importantes pra mim, por isso nem tudo o que eu escrevo vem pra cá, pois não passam pelo crivo deles.

 

Essas pessoas são: meu psicólogo, que foi quem me deu a ideia de criar este canal de comunicação; minha querida mãe, que é pra quem eu leio os posts antes de todo mundo e é quem me ajuda a lembrar coisas, complementa os assuntos, e as vezes até reprova o que eu escrevi, rsrs; e por último, meu editor que lê a versão final, revisa e coloca o post no ar, ele também me ajuda muito complementando alguns assuntos, dando sugestões de temas, fazendo essas imagens bonitas que ilustram cada post etc.
Eles nascem antes nos meus rascunhos.

Eles nascem antes nos meus rascunhos.

 

Bom, este post por exemplo, foi uma ideia que eu tive pra vocês saberem um pouco sobre como é o meu fluxo de trabalho, e como tudo nasce e se desenvolve antes de vir pra cá. Espero que tenham gostado! Se tiverem alguma sugestão de assunto, dúvidas, perguntas, alguma coisa que queiram saber de mim, comentem! 🙂 Até o próximo post!
Blog

O ano que nasce outra vez

Ano Novo pra mim é sempre um tempo de reflexão. Mais importante do que a festa, são os motivos pelos quais se celebra.. Então é sempre um tempo de pensar o que mudou, o que aconteceu e no que a gente pode melhorar. Tem anos que nesse período eu viajo, outros não. Já tive passagens boas e não tão boas, mas não importa como ou onde seja, sempre passo essa época com a minha mãe. Penso, reflito e me pergunto como o próximo ano pode ser melhor.

 

Refletir, planejar, agir

 

A parte do réveillon mesmo é muito importante para mim, porque sempre no último dia do ano eu pego uma agenda e faço esse planejamento para o ano que vai começar além da retrospectiva do ano que passou. E dentre as conquistas deste ano de 2015, a mais marcante foi a realização de um grande sonho. E vocês fazem parte dele: a criação do blog e do meu canal no YouTube. Foi muito trabalho e muitas coisas boas. Muitos amigos envolvidos. E muito amor também. E com certeza 2016 vai ser muito melhor pra nós aqui.

 

A festa

 

Apesar de gostar muito de viajar, acho mil vezes melhor passar essa época aqui com a minha família. Todo ano é diferente. Às vezes passo em um restaurante, outros na casa da minha madrinha, casa de amigos da minha irmã e também, nos últimos 2 anos, eu tenho passado na casa da cunhada da minha irmã mais nova. O importante é sempre estar em família.

 

Não sigo a tradição da roupa branca, as vezes passo de preto, amarelo, listrado… Porque a cor da roupa não importa, o que importa é a cor da alma, do coração. É isso que vai trazer as coisas boas pro novo ano. E este ano vou passar com uma cor que eu nunca usei: um pérola.

 

Neste ano, estamos programando de passar na casa da cunhada da minha irmã novamente. E se for como das outras vezes, vai ser muito bom. Vai ter bingo, amigo da onça (já até comprei o presente), tapete “explosivo” para as crianças também se divertirem e, claro, o jantar que sempre é uma gostosa churrascada acompanhada de várias sobremesas, uma melhor que a outra. Mas mais do que isso: vai ter muiiiito amor!

 

Votos para o ano novo

 

Então é isso, pessoal! Quero desejar a todos um Feliz Ano Novo e que 2016 seja maravilhoso pra todos nós. Que neste novo ano a gente consiga caminhar com sabedoria para alcançar os objetivos que vamos traçar para essa nova etapa.
Até o ano que vem! Fiquem com Deus! Boas Festas.
Blog

Um feliz Natal

Olá pessoal! Essa época do ano é sempre muito boa. Hora de pensar no ano que passou, no que vivemos e aprendemos, e também hora de festejar! Porque por mais difícil que tenha sido o ano, ainda temos saúde e a oportunidade de viver mais um dia.

 

Todo Natal eu passo com minha família, que mora em Goiânia. E sempre fazemos um sorteio para ver onde será celebrada a nossa ceia. Na passagem do Ano Novo é diferente, porque cada um vai comemorar em outros lugares e até mesmo viajar. Então aproveitamos o Natal mesmo para curtirmos juntos um tempo de qualidade.
O Natal chegou aqui em casa...

O Natal chegou aqui em casa…

 

No dia 24, na véspera, reunimos todos para essa confraternização, e é sempre muito divertida. Normalmente fazemos um jantar, com sobremesa e tudo que temos direito. E ao redor dessa mesa, perto da meia-noite, reunimos todos e fazemos uma oração. Pois esse é o verdadeiro sentido do Natal: o nascimento de Jesus Cristo!

 

Depois do jantar, fazemos bingo com vários presentes e também um amigo da onça, com alguns presentes bem “divertidos”. A diferença neste ano é que no nosso Natal vamos juntar todos os familiares, tanto de Goiânia quanto de Caldas Novas. Ou seja, isso significa mais família, mais diversão e mais uma oportunidade de dizer a todos eles o quanto sou feliz por fazer parte disso tudo.

 

Então é isso! Que neste Natal a gente possa lembrar do que realmente importa: do Cristo que nasceu, e de que o melhor presente é a presença. É estar junto de quem a gente ama, e não deixar escapar a chance de expressar o quanto alguém é importante para você.

 

Desde já, quero desejar a todos vocês que tem me acompanhado por aqui um Feliz Natal. E que o menino Jesus abençoe a todos com paz, alegria e com bastante saúde, porque do resto, a gente corre atrás.

 

Logo, logo volto para contar como foram as festas desse fim de ano. Feliz Natal e até o próximo post! 🙂
Blog

Casa nova, Vida nova

Olá pessoal! Casa nova é tudo de bom. Quero contar um pouco pra vocês sobre as mudanças de casa que que aconteceram na minha vida. Recentemente a gente mudou de novo e eu quero mostrar um pouco do meu novo cantinho para vocês. Vem comigo!

 

A primeira mudança

 

Quando faltavam 15 dias para eu completar 14 anos de idade, eu e minha mãe mudamos de uma casa que morávamos há bastante tempo para um apartamento novo. Lembro que achei muito bom porque o prédio era bem legal e bem localizado.

 

Morando neste apartamento, eu tinha a liberdade de ir para o colégio sozinha. Me sentia mais independente. Minha mãe me dava um pouco mais de liberdade. Eu podia descer para piscina, curtir a água com minhas colegas depois de fazer os trabalhos da escola, também podia brincar com os amigos do prédio ao lado… Fazíamos toda aquela bagunça que todo adolescente faz..

 

Foi um tempo muito bom.. Foi nesse prédio que tive meu primeiro namorado. Foi no salão de festa desse prédio que foi realizado meu aniversário de 15 anos. Enfim, muita história boa pra lembrar. Afinal, moramos lá por 6 anos!

 

A segunda casa

 

Meu antigo cantinho

Meu antigo cantinho

 

Já quando eu tinha 20 anos resolvemos mudar devido ao meu tratamento no Centro de Reabilitação. Fomos pra um condomínio que ficava mais perto de lá. Tiveram coisas boas e coisas ruins nessa mudança, mas no geral foi muito bom. Quando mudamos, minha querida irmã já morava lá.

 

Moramos lá nesse condomínio por 14 anos. Para mim foi muito diferente. Eu não me sentia muito livre lá não. Mas com o passar do tempo, aos poucos minha mãe foi me permitindo cuidar das minhas coisas sozinha. Eu resolvia meus problemas de banco sozinha e outras coisinhas mas.
Eu no meu antigo quarto.

Eu no meu antigo quarto.

 

Foi nesse apartamento que comecei meu blog. Era lá que eu tinha o quarto rosa e minhas borboletas na parede. Mas ultimamente, depois de tanto tempo, chegamos à conclusão de que deveríamos morar em um lugar melhor.

 

Meu novo cantinho

 

Quando decidimos mudar mesmo, fiquei muito alegre, pois o lugar que estávamos olhando era um apartamento, que também é perto do Centro de Reabilitação mas é bem bonito, muito melhor do que o que estávamos morando. Um sonho se tornando realidade!
Chegando de mala e cuia no novo apartamento.

Chegando de mala e cuia no novo apartamento.

 

Mudamos há pouco dias e eu estou feliz de mais com nosso novo cantinho. Não tenho mais minha parede rosa, mas as borboletas continuam povoando o meu quarto. Então sejam bem-vindos ao novo cenário da minha vida e do meu blog. Até o próximo post.
Minha nova parede não é rosa mas ainda tem minhas borboletas.

Minha nova parede não é rosa mas ainda tem minhas borboletas.

Blog

Refúgio de Aniversário

Oi gente! Falar do meu aniversário de 15 anos no post passado me fez perceber como aniversários são datas importantes. É uma data do ano pra refletir sobre nossa história, ficar perto de quem a gente ama e, principalmente, agradecer a Deus pela vida e saúde que Ele nos dá. E existem várias maneiras de comemorar essa data. Muija gente faz festa, viaja, outros preferem ficar sozinhos, alguns nem gostam de comemorar.. Rs.. No meu caso, tem 2 anos seguidos que eu descobri um refúgio e é pra lá que eu tenho ido comemorar essa data: Porto Seguro.
Eu curtindo a natureza.

Eu curtindo a natureza.

 

Meu aniversário é em março. E há 2 anos eu decidi não fazer festa. Como Goiás não tem praia, eu prefiri viajar com a minha mãe para o litoral. E desde então é assim. Só comemoro ao lado da minha melhor amiga. E nada melhor que um barulho de mar, sombra e tranquilidade para refletir sobre o tempo que passou e pensar sobre o que está por vir.

 

Em Porto Seguro, a gente vai em pacotes completos. Normalmente ficamos de uma semana a dez dias. É muito divertido. Vamos para a praia todos os dias e à noite passeamos na famosa Feira do Descobrimento. O hotel que sempre vou fica de frente para a praia. É um sonho. Mas no dia do meu aniversário mesmo as coisas mudam.
Eu e minhas borboletas na Feira do Descobrimento

Eu e minhas borboletas na Feira do Descobrimento

 

No dia de comemorar mesmo, sempre vamos para uma famosa barraca animada, depois almoçamos em uma churrascaria e à noite eu como uma deliciosa moqueca de peixe. Minha mãe que não gosta muito de frutos do mar, prefere comer massas ou pizza. Temos um tempo de qualidade uma com a outra, jogamos conversa fora e tiramos muitas fotos. É um privilégio poder dividir essa data com a pessoa que me deu à luz. Agradeço a Deus por cada oportunidade dessas que ele me dá.
Eu e minha companheira inseparável.

Eu e minha companheira inseparável.

 

Cada vez que eu passei meu aniversário em Porto Seguro, tive a certeza de mais uma conquista realizada. É claro que também comemoro meu aniversário com meus irmãos quando chego. Algo mais simples com um bolo, uns salgadinhos com refrigerante e pronto.

Viver é uma alegria. E a cada ano que passa me sinto muito mais feliz. Em 2016 já marquei minha ida a Porto Seguro de novo. Até lá, fiquem com um pouquinho do que é estar lá. E até o próximo post!
Curtindo a paisagem

Curtindo a paisagem

 

E não é só a paisagem que é maravilhosa em Porto Seguro

E não é só a paisagem que é maravilhosa em Porto Seguro

 

E tem moças lindas também

E tem moças lindas também

Tá na chuva é pra se molhar, tá na praia é pra se tatuar.

Tá na chuva é pra se molhar, tá na praia é pra se tatuar.

 

Cantando parabéns no Hotel

Cantando parabéns no Hotel

 

Até o próximo post! :)

Até o próximo post! 🙂

Blog

Revisitando Memórias

Hoje em dia, existem várias formas de matarmos a saudade de pessoas queridas. A tecnologia é uma grande forma de nos expressarmos, de arquivarmos bons momentos e de relembrá-los.

 

Antigamente, para matar a saudade disso tudo era muito difícil. Teríamos que escrever cartas à mão, tirar fotos com aquelas máquinas de filme… E nessa época a gente nem sabia se iria prestar ou não. Tínhamos que correr este grande risco de talvez perdermos o momento por uma foto tremida, ou um filme queimado.

 

Mas com o avanço geral da tecnologia, tudo ficou muito mais fácil. Acho que, ao longo dos anos, conseguimos pelo menos 3 coisas: matar as saudades de várias pessoas que podem ser através das redes sociais, podemos tirar fotos e ver na hora com máquinas e celulares digitais, e também podemos falar como se fosse pessoalmente com pessoas que moram no exterior como se fosse ao vivo e a cores.

 

Mas mesmo com todo esse avanço, nada é melhor do que abrir uma velha caixa de fotos antigas e reviver momentos, histórias, lembrar de pessoas que fizeram parte da sua história. Porque o que somos hoje é reflexo do que vivemos e de quem um dia fomos.

 

A tecnologia tirou um pouco daquela emoção. Tirar foto era um acontecimento, tinha todo um significado. Era quase como que se falassem: “Ei.. Preparem-se que uma memória vai ser registrada”. Hoje tiramos muitas fotos, e a maioria acaba caindo no esquecimento na memória dos nossos telefones. Escrever cartas para as pessoas? Para quê, se hoje existe o email? Bons tempos aqueles que eu colecionava os diferentes papéis que existiam para esse fim…

 

Então para essa semana tive uma ideia brilhante, juntei algumas fotos minhas, umas antiga outras nem tanto, para juntos revivermos alguns momentos, mas principalmente como a gente vai mudando com o passar do tempo.. Espero que vocês gostem. Até o próximo post! 🙂 Não esqueça de curtir a minha Fan Page!
Meu mundo
Blog

Meu mundo – O que eu gosto de fazer

Oi Gente! Hoje quero falar um pouco sobre o que eu mais gosto de fazer, vestir, comer, onde gosto de ir, etc. Às vezes, por ser deficiente, as pessoas acham que a gente fica por conta das nossas dificuldades, dos nossos problemas, e que não aproveitamos a vida por causa disso. Mas não é bem assim. A gente se diverte, sai, procura manter um estilo. Afinal, a gente ainda tá vivo, não é mesmo? Então hoje quero falar um pouco sobre como aproveito meu tempo. Vamos lá?

 

Estar com a família

Bem, muito da minha programação no dia-a-dia envolve estar com a minha família. Sempre visito meus parentes e participo dos eventos da Família Lopes em Palmeira de Goiás, no interior do estado. Feriados regionais, festas religiosas, festas infantis, aniversários de amigos.

 

Sempre comemorar

Com a parte da família que mora aqui em Goiânia não é diferente. Sempre temos um motivo para comemorar. Aniversários, promoção em empregos de familiares e agregados. Rs. Então é bem difícil ficarmos em casa sem fazer nada. Então frequentemente vamos a restaurantes, fazemos churrasco na casa de amigos, etc.

 

Shopping

Amo ir ao shopping minha mãe e irmã. É sempre uma ótima programação para aproveitar a companhia, jogar conversa fora, tomar um sorvete e curtir um filme. Quando posso, saio sozinha também para comprar roupas, objetos decorativos e revelar fotos pra guardar sempre boas memórias. 😀

 

Relaxar e Viajar

Eu e minha mãe em Caldas Novas, GO

Eu e minha mãe em Caldas Novas, GO

 

Quando os dias estão cansativos, nada melhor do que ir para fazenda, ou Caldas Novas (também do interior de Goiás) para aproveitar as águas quentes e relaxar. Viajar também sempre é uma boa pedida. Já conheço algumas praias do litoral do Brasil, e é sempre uma alegria quando podemos conhecer mais as belezas naturais desse país lindo.

 

O que gosto de vestir

Amo me sentir bonita e na moda. Contudo, por causa da minha deficiência, deixo de comprar e usar muita coisa pela dificuldade de manusear ou de me vestir sozinha, etc. Por exemplo, evito muito usar vestidos longos, ou qualquer tipo de roupa que aperte meu braço. Para mim, roupas tem que ser algo prático para eu não ficar dependendo de ninguém na hora de vestir.

Paula Lopes Sandoval

Sendo assim, as roupas que mais gosto de usar são calça jeans, calça de malha, vestidos leves, camisetas, ternos, blusas que tenham detalhes, bordados, coisas personanizadas. 😀

 

O que gosto de comer

Infelizmente não sou um exemplo no que diz respeito a dieta. Rsrs. Falo isso pois não sou muito chegada em comer frutas e nem verduras, mas faço uma forcinha pra ter sempre esses itens no meu cardápio, mesmo não gostando muito.

 

Mas o que gosto mesmo é de comer bobagens. Rsrsrs. Sanduíches, pizzas, guloseimas. Porque tudo que é gostoso tem que engordar? Rsrs. E para completar, tem uma feira toda quinta em frente ao condomínio que eu moro. É uma perdição de comidas gostosas.

 

Gostando de tudo isso fica difícil manter a forma. Mas procuro balancear minha dieta evitando de jantar. E nem é sempre que eu como tudo isso. Mas se tem uma coisa que me faz falta quando não como é o arroz. Parece que nada me sustenta durante o dia se eu não comer arroz.

 

Enfim.. É isso gente. Espero que tenha dado para conhecer um pouco mais de mim e dos meus gostos. Fiquem ligados, que em breve tem muito mais aqui no blog para vocês. Não esqueça de curtir a minha Fan Page! Obrigada! 😀